quinta-feira, janeiro 09, 2014

"Quando cheguei à escola Sócrates estava lá a comemorar"


O DN conversa hoje com Jorge Patrão, gestor e colega de escola primária de José Sócrates. Eis a entrevista:
    - Foi colega da primária de Sócrates no tempo em que decorreu o jogo de Portugal contra a Coreia do Norte no Mundial de 66. Recorda-se de o ver na escola da Covilhã a comemorar a vitória nesse dia e nas horas a seguir ao desafio apesar de ser a um sábado?
    - Fui colega dele desde a primeira hora em que entrámos na escola e durante muitos desses anos iniciais do nosso percurso escolar. Quanto à sua presença na escola nesse dia e nessas horas, posso garantir que quando eu lá cheguei ele já estava com outros colegas a comemorar a vitória de Portugal sobre a Coreia do Norte.

    - No seu caso, não estava na escola durante o jogo?
    - Não, eu vi o jogo em casa. Nessa época era raro que os jogos fossem transmitidos pela televisão, mas esse, tal como aquele contra a Inglaterra, tenho a certeza de que foi. Lembro-me muito bem desses dois jogos e de como os vivi, porque é daqueles momentos que nos ficam marcados para toda a vida. O jogo contra a Inglaterra só o consegui ouvir pelo rádio, na estação de comboios de São Bento, porque o meu pai levou-me ao Porto.

    - Como pode assegurar que José Sócrates estava na escola?
    - Nós morávamos no centro histórico da Covilhã e a escola ficava a muito poucas centenas de metros das nossas casas. Por isso, fosse em que diafosse, houvesse aulas ou não, estivéssemos de férias ou não, fazíamos de um dos pátios da escola o nosso lugar de encontro habitual. Éramos um grupo de miúdos muito unido e íamos frequentemente para lá jogar à bola, ao berlinde e fazer travessuras. Quanto a ele, recordo-me bem de já lá estar com outros colegas quando eu cheguei após o jogo acabar.

    - Já estava ou poderia já estar?
    - Podia, não! Já estava, posso dizê-lo com toda a certeza porque tínhamos combinado antes do jogo entre nós esse encontro, e essas pessoas [os colegas] que lá estavam com ele a festejar eram também dos meus amigos mais próximos. E essas coisas a gente não esquece, principalmente quando jogámos a imitar o herói Eusébio e exultámos a vitória da equipa nacional. Há memórias que ficam para sempre e toda a gente se recorda de onde estava nesse dia do jogo e dos golos do Eusébio, porque são das recordações mais fortes e que fizeram que muitos de nós, como é o meu caso, ficássemos para sempre adeptos do jogador.

    - Já houve quem dissesse o contrário: que nem havia escola ao sábado e que Sócrates esteve ausente nesses festejos... A polémica espalhou-se nas redes sociais e até Nuno Melo, do CDS, falou em mentira...
    - É uma notícia falsa e o mais surpreendente é que a fonte dessa notícia é um colega que nem eu nem os meus amigos nos lembramos de ter sido nosso companheiro de escola, quanto mais amigo desses encontros. Desafiava-o a fazer essa afirmação à nossa frente.

    - Continuou a ver José Sócrates após os tempos de infância?
    - Cada vez mais raramente, principalmente desde que foi primeiro-ministro, mas estive com ele há umas duas semanas quando veio à Covilhã lançar o seu livro.

15 comentários :

Anónimo disse...

Ui, onde isto já vai!

Bem jogado Zézito! já agora que é feito do Luís?

Aguardo próximos episódios.

GL disse...

A que ponto chegamos!! Uma nação de cretinos

Anónimo disse...

Portugal, com troika, colocou 3200 milhões a 4,6% e a Espanha, sem troika, colocou 5290 milhões a 2,38%. Se a comunicação tivesse "maturidade" era sobre isto que agora estava a falar.

celestemartins disse...

O Sócrates deve ter mel...deve ter, de certeza...!!!!! Basta o homem espirrar e todo o mundo também o quer imitar...ou no mínimo botar faladura !!!! Ele é porque há sábados, ele é porque há domingos, ele é porque chove, ele é porque faz sol, ele é porque viu futebol, ele é porque não podia ser....!!!! Irra que isto já é falta de imaginação !!!!Parece uma "atração fatal" pelo homem. Faça ele o que fizer, diga o que disser...os jornais, revistas, redes sociais, conversas de café...tudo mexe e tudo borbulha ....!!! Disfarçam, mas, afinal há uma "queda" coletiva pelo Homem e a sua circunstância !!!! Longa vida Sócrates e um bom e felicissimo 2014 e seguintes !!!

Anónimo disse...

Agora, por mais que se desminta ,a primeira notícia é a que fica na cabeça da maioria do leitores do correio da manha que, consciente ou inconscientemente , se intoxicam com o veneno dos manhosos.

Evaristo Ferreira disse...

Os impotentes que cultivam o ódio e a mentira contra Sócrates, nem sempre conseguem alcançar os seus sonhos. Por vezes a mentira é tão grosseira e cheia de veneno que acaba por ressaltar para a carranca dos malvados. Repare-se no emproado Nuno Melo, a chamar mentiroso a José Sócrates. E tudo por causa de um jogo de futebol. São mesmos uns ranhosos, uns sacanas.

arebelo disse...

Volto a repetir o que muitos dizem,é o pavor,a alucinação,a mona às avessas que o nome Sócrates provoca a uma data de imbecis que como tal,"amamentam"um guru mentalmente atrasado,inculto e sem carácter.E quanto ao betinho do mini cds,tem carradas de razão por constatar a diferença abissal com o coiso que o lidera,até "nisso"em que pensamos...com ou sem perucas louras.

Anónimo disse...

Força Sócrates!!!!
Desejo-lhe um óptimo 2014!
GUI

jose reyes disse...

Curiosamente, também fui para a escola depois de ver o jogo Portugal - Coreia do Norte pela televisão.
Apesar dos meus tenros 12 anos, ou talvez por isso, recordo-me vivamente de ter vindo chorar de frustração para a varanda da casa da minha avó quando os asiáticos marcaram o terceiro golo, e apenas ter regressado à sala quando os meus amigos me vieram dizer que o Eusébio já tinha reduzido para 1-3.
Depois do jogo, pegámos numa bola de borracha e fomos a correr gastar a euforia no local das nossas infindáveis partidas de futebol de férias grandes: o recreio da escola primária, ali pertinho.
Portanto também eu, em 1966, numa tarde de Sábado, a 5km de Vila Real, passei o resto da tarde na escola depois do jogo Portugal - Coreia do Norte.

Anónimo disse...

Só os anormais é que podem acreditar que Sócrates ( ao contrário do imbecil PM que nos calhou na rifa actual) , depois de tão vilipendiado, caluniado e apodado tantas vezes de mentiroso, não voltaria a ter cuidado com toda e qualquer palavra que profere em público.
É óbvio que Socrates não mentiu, não tinha razões para tal, não tinha nenhum ganho politico a tirar, para que mentir sobre algo tão fora daquilo que odeiam nele, e ainda por cima mentir sobre algo que facilmente poderia ser ali mesmo desmascarado?
Só estupidos como Passos o fazem.
Parem lá de comparar o que não tÊm comparação e admitam que o homem é de facto areia demais para a camionete de toda a direita ( ajuda o facto da nossa direita ser do mais imbecil que há por aí, mas enfim...)
No PS, alguém que acabe com a miséria do Seguro por favor e lhe parta a bacia ou algo que o valha. Que o tirem do caminho porque da forma que esse imbecil lá está, não f$%&$ nem saindo de cima, o PS vai apanhar uma micose da qual nunca mais se livra .

Quanto ao beto do Melo : AHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH
há gente que, na ânsia de se colocar em bicos de pés, passa o tempo todo a dar tralhos . Depois fica assim : com a tromba enfiada em cócó.

Anónimo disse...

Tanta estupidez!! N deve ter sido enrabada por ele!!!

Anónimo disse...

o Nuno Melo disse. Mas que diz esse cretino de importante?

Victor disse...

O Nuno Melo devia era falar das preferências do seu padrinho de batismo.

Rui Leite disse...

Oh D. Celeste, é unicamente porque ele mente! sabe o significado da mentira? deverá gostar de ser enganada com a mentira...ah quem goste! Pois eu não gosto. Certo estou que D. Celeste não saberá o significado da mentira, ou pelo menos de a distinguir da verdade, o que será para o mais básico para o comum do português. Elevada D. Celeste, permita-me transmitir-lhe que esse Cretino à base da mentira [farsa] continua a roubar-me, a si não lhe deve ter causado diferença, mas garanto-lhe que ele já deve uns tempos à terra!

Anónimo disse...

Rui Leite, mente onde?
Acaso leu o post? Não leu pois não?
Sofre da mesma patologia dos que acusam José Socrates de mentiroso: salivam mal o homem abre a boca, gritam até se afogarem no cuspo " mentiroso mentiroso, mentiroso".
Mas, tal como na história do Pedro e do Lobo, um dia ninguém vos vai mais ligar nenhuma, pois os mentirosos, afinal, são vocês !