quarta-feira, maio 28, 2014

Perguntar não ofende


Na moção de censura n.º 6/XII-3ª, que será discutida na sexta-feira na Assembleia da República, o PCP sustenta designadamente o seguinte: «(…) o retrocesso económico e social a que conduziu a política de direita executada nos últimos 37 anos por sucessivos governos (…).» É esta moção que António José Seguro anunciou que o PS irá votar a favor?

10 comentários :

Anónimo disse...

Realmente é de loucos! Por estas e por outras é que há que mudar . Seguro é o seguro de vida da coligação e o bombo da festa do PCP.

Anónimo disse...

Bem, não deixa de ser verdade, verdad?

Maastricht (o PR Soares queria referendo, já o partido...), Euro, Lisboa, Tratado orçamental, privatizações de empresas lucrativas, PPP com BES e quejandos, códigos laborais...

Evaristo Ferreira disse...

A falta de jeito do Tozé Seguro para a política levou-o a proclamar que o PS votaria a moção do camarada Jerónimo. Só um néscio nestas andanças é que se deixa embalar pelo canto da sereia. Jerónimo só tem um adversário político: é o PS. E o Tozé Seguro alinha nestas jogadas do camarada leninista, como se o partido fundador da nossa democracia não tivesse gente capaz para avaliar, em qualquer situação, a necessidade de uma moção de censura a este Governo. Podem dizer-me que se trata de um deslize do Tozé, mas não é apenas isso, é, sobretudo, a falta de estatura política do atual Secretário-Geral do PS. Tozé seguro foi um erro de casting, pois ele era o controleiro do aparelho partidário, e na altura ninguém lhe travou o passo. Estes erros de casting, mais tarde, pagam-se caro.

james disse...

Só prova o desvario, a azelhice, a falta de estrutura política de um "político" que, sem embargo, de não querer ser sectário, mesmo assim não se consegue impor, nem implementar uma agenda própria.

Pelo contrário, demonstra que ora sobrevive à custa da agenda da coligação governamental, ora à custa de cascas de banana que lhe atiram para o tapete.

Anónimo disse...

@ anónimo qua Mai 28, 06:08:00: o que não deixa de ser verdade, é que não consegues articular uma ideia, por mais primária que seja, e tens o cérebro cheio de bullet points e cassetes do Avô Cantigas, verdad?

Olimpico disse...


Não foi aqui, neste blogue que eu
referi a minha surpresa pelo sim, depois não e por ultimo SIM, de SEGURO, sem saber o texto da moção
de censura do PCP. Aqui mais uma demonstração de um certo oportunismo aventureiro. Com todo o respeito.
António J. Seguro é o vinho a martelo, e o povo já o "provou"...
António Costa é vinho de UVA e o povo também já o "provou"...

Anónimo disse...

Querido homónimo de qua Mai 28, 08:13:00 da tarde,

O que se nota é a tua incapacidade para contestar que que eu digo não teve peso decisivo na terrível situação em que estamos.

Em vez de argumentares e avanças insultos.

Anónimo disse...

Não mudem de líder que não é preciso.

Eu votei Sócrates. Novamente Sócrates. Depois Passos Coelho.

E se vocês não metem lá o Costa volto a votar no PPC. Eu e mais uns milhares... Brinquem, brinquem...

Eu pergunto-me se o PS ainda não percebeu duas coisas muito simples:

- Significado do resultado do AC em Lisboa nas autárquicas

- Significado do resultado do PS nas Europeias

É só somar dois mais dois.

Anónimo disse...

Ó palerma homónimo, as PPP representam 0.8% do PIB. se houver desvios de 15% é um exagero. Faz as contas, em vez e debitares títulos do Correio da Manhã. Quanto ao resto até te explicava mas tenho mais que fazer.

Margarida Pino disse...

Lamentável o que li. O PS é cego e surdo porque não entende a responsabilidade política das suas atitudes. Até parecem PSD´s moderados. Este comentário não será certamente publicado mas depois das acusações que li ao PC não pude deixar de escrever esta nota. Gostava muito que o PS fosse de esquerda.